Blogs

Brasil 2 x 0 Peru. E o Neymar…

Mais se fala do camisa 10 do que da Seleção 100%

Por Mauro Beting

Neymar marcou um gol contra o Peru I Foto: Getty Images

Neymar marcou um gol contra o Peru I Foto: Getty Images

Oito jogos e oito vitórias da Seleção Brasileira nas Eliminatórias. Nunca aconteceu isso. E não parece que vai terminar agora. Principalmente depois da boa primeira etapa contra o Peru, no Recife.

Quando o Brasil começou melhor, fez um gol anulado, marcou primeiro com Everton Ribeiro (que joga de verde e amarelo o que não joga de vermelho e preto) em boa jogada do Neymar (que tem como discutir se fez falta no lance), e fecharia a primeira etapa com o camisa 10 fazendo talvez o mais fácil gol de tantos marcados pela Seleção, numa sobra de boa jogada pelo lado direito. 

É fato que o Peru mais parece com o time reserva de Tite de tanto que a gente tem jogado nos últimos cinco anos. Eles conhecem bem o Brasil. Só falta a gente querer reconhecer mais os méritos da equipe de Tite. 

Mesmo reconhecendo também que nunca o futebol sul-americano em nível de seleção esteve em estágio tão frágil e baixo, o escrete segue num patamar de competição muito alto. Melhor que a atuação da equipe. Mais animador que muitas partidas desanimadas da Seleção.

Mas é óbvio que tem como melhorar um time que é 100%, mas não está tudo isso. E já ficou melhor, mais criativa, mais robusta com Gerson ao lado de Casemiro. Everton Ribeiro pela direita e cortando por dentro mais uma vez jogando bem, e Paquetá fluente pela esquerda, no 442 mais tradicional, mais ortodoxo, com ele seguindo como um dos mais versáteis jogadores da era Tite. Para dar liberdade ainda mais a Neymar para encostar em um ainda tímido Gabi. Ou não tão letal como é pelo Flamengo.

Matheus Cunha depois entrou pela direita no lugar de Everton Ribeiro, na segunda etapa. Outras mexidas e medidas não deram gol. Mas deram o suficiente para a justa vitória. 

Tanto quanto as críticas que Neymar sofreu antes. Tanto quanto o desabafo global dele ao final da partida.

Comentários