Blogs

Cristiano Ronaldo (ainda) não passou Pelé em gols em jogos oficiais

Se o critério é ‘gols marcados em jogos oficiais’, não é correto considerar Pelé com 757 gols, mas sim com 762 gols

Por Vitor Sérgio Rodrigues

Pelé e Cristiano Ronaldo, o futebol agradece

Pelé e Cristiano Ronaldo, o futebol agradece

A forma de contagem de gols no futebol é algo bem polêmico, principalmente se for comparado ao cuidado com as estatísticas que vemos nos esportes americanos. Por mais que muita gente não aceite, não há uma regra para contagem de gols no futebol. A Fifa, quem regula o jogo, não tem uma definição do que deva ou não ser considerado na hora de “contar gols”. A Fifa, por exemplo, conta os gols em suas competições. Ela não “chancela” gols marcados em todos de seus federados.

Neste domingo, Cristiano Ronaldo marcou duas vezes na vitória da Juventus sobre a Udinese, marcando os gols números 757 e 758 de sua carreira em jogos oficiais, partidas em que foram disputados pontos. Muitos veículos europeus, alguns sul-americanos e também brasileiros noticiaram que o craque português ultrapassou Pelé em gols anotados em partidas oficiais. Embora, muita gente repita isso, ainda não foi hoje que CR7 passou Pelé.

Dos 1283 gols marcados por Pelé como profissional (considerando o critério de jogos oficiais por clubes e seleções, além de amistosos por clubes e jogos festivos), há uma polêmica quando faz-se o recorte para gols marcados em partidas oficiais. Há uma contagem de 767 gols, há uma de 762 gols e uma terceira de 757 gols. Na primeira, 767, estão contados um gol em um Sul-Americano Militar e quatro gols em amistosos da Seleção Paulista. Logo, no critério de “gols em partidas oficiais”, esses cinco gols (1 + 4) não deveriam ser considerados.

Mas Pelé jogou pela Seleção Paulista no Campeonato Brasileiro de Seleções, um torneio OFICIAL tradicional no futebol brasileiro em meados do século, quando os principais jogadores profissionais de cada clube era convocado para se formar uma seleção estadual. Seria como, atualmente, pegar os principais jogadores de Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos e formar uma equipe para representar o futebol do Estado de São Paulo em um campeonato contra seleções dos outros estados. Ou seja, era um torneio oficial, não era amistoso! E Pelé marcou cinco gols no Campeonato Brasileiro de Seleções.

Logo, se o critério é “gols marcados em partidas oficiais”, é obrigatório contar esses cinco gols de Pelé marcados no Campeonato Brasileiro de Seleções na relação de gols marcados em jogos oficiais. Logo, a contagem justa do Pelé não é 757 gols, mas sim, 762 gols. Se o critério é esse, o número é de 762.

Penso que Cristiano Ronaldo tem mais alguns anos de futebol profissional pela frente. Logo, é certo que o craque português vai passar Pelé em alguns dias, talvez em mais uns quatro ou cinco jogos. Será uma marca fantástica! Mas ainda não foi neste domingo que ele passou.

Comentários