Blogs

Deixem os pontos corridos em paz!

Brasileirão 2020 mostra o quanto uma fórmula pode ser emocionante. Não existe coisa tédio quando se entende que o campeonato é formado por "finais" a cada rodada.Todo mundo briga por alguma coisa

Por Bruno Formiga

Ainda tem gente que defende a volta do mata-mata como fórmula para o Brasileirão. O argumento normalmente é o mesmo: emoção. É como se a disputa em outro modelo não tinha o improvável e fosse apenas o somatório de rodadas frias e calculistas. Mas e edição 2020 da Série A só mostra que o rótulo de chato é uma grande lenda colada nos pontos corridos.

Primeiro que para gerações inteiras como memórias são todas nesse modelo. E essa galera tem ótimas lembranças do Brasileirão. Um torneio mais justo, economicamente mais viável e estável, um campeonato maior, com a melhor média de público e, sim (!!), cheio de emoção.

Por mais que algumas edições tenham acabado antes da hora para o campeão, o caminho até lá foi com muitas partidas-chave (e com adversários diferentes que foram variando de força dentro da competição). Isso sem contar que as disputas paralelas de rebaixamento e Libertadores contam muito para muita gente.

O Brasileirão 2020 é só o resumo disso tudo aí.

Ninguém precisa acabar com os pontos corridos para ter o mata-mata. O calendário suporte modelos diferentes de disputa. E pode criar ambientes para um campeonato mais regular e outro mais aleatório (que permite entrar mais fora da curva). 

O que não dá é para ter como regra um contexto em que o acaso decida mais que o investimento e o planejamento. Querer a volta do mata-mata (que encerrava para a maioria o torneio faltando dois, três meses) me parece um desserviço completo. 

Ou puro saudosismo mesmo.

Comentários