Blogs

Empate ficou bom para o Real, mesmo jogando em casa

Chelsea foi melhor no primeiro tempo, perdeu algumas boas oportunidades no início e por isso volta para Londres com a vantagem, mas sabendo que podia mais

Pulisic e o Chelsea fizeram um grande primeiro tempo, mas não levaram a vitória para casa

Pulisic e o Chelsea fizeram um grande primeiro tempo, mas não levaram a vitória para casa

Um empate em 1 a 1 em torneios que têm gol marcado fora de casa como critério de desempate costuma deixar uma sensação melhor para a equipe visitante. Não é o cenário da igualdade entre Real Madrid e Chelsea, no primeiro jogo da semifinal desta temporada da Champions League. Se alguém pode deixar o campo satisfeito com o placar final, foi o Real Madrid, que jogou em casa, tamanha a superioridade da equipe inglesa, em especial no primeiro tempo.

A execução do Chelsea no jogo, com Kanté e Jorginho ganhando as batalhas de Kroos e Casemiro por dentro, e com Azpilicueta tomando conta de Modric e Vinícius Júnior pela esquerda, matou a capacidade de o Real ser produtivo no campo de ataque, um time sufocado. E, como consequência, Pulisic e Mount deitaram e rolaram no espaço entre os volantes e a última linha do Real. Antes de Pulisic fazer 1 a 0 num golaço driblando Courtois, após grande lançamento de Rudiger, o Chelsea já tinha perdido duas boas chances, uma delas claríssima, com Timo Werner.

O Real resistiu do jeito que deu, sofrendo com a velocidade imposta pelo Chelsea, mas seguiu tendo uma dificuldade grande para gerar jogo. Marcelo passou a subir mais, mas também não resolveu o lado esquerdo do ataque. A direita já estava capenga, pois quem caía ali era Casemiro e a equipe sentiu muito a falta de ritmo de Carvajal, voltando de lesão. O cenário era bem preocupante, mas Benzema apareceu. Primeiro chutando de fora da área no ângulo e a bola raspando na trave e saindo. Logo depois, num escanteio cobrado de forma curta, Marcelo jogou na área e, após duas cabeçadas lá dentro, a bola sobrou para Benzema matar no peito e bater alto de primeira. Belo gol.

O empate do Real esfriou o jogo. O Chelsea pareceu sentir o baque. O Real mudou na etapa final, com Casemiro mais plantando à frente da zaga e não permitiu tantas transições rápidas do time inglês. O tempo foi passando e o 1 a 1 pareceu convidativo para os dois lados. Tanto que, no segundo tempo, nenhuma equipe conseguiu criar uma grande chance, segundo os dados estatísticos do Sofascore. Tudo ficou para quarta-feira que vem, em Stamford Bridge, com o Chelsea iniciando em vantagem com o 0 a 0, mas saindo de Madri chateado com a chance desperdiçada...

Comentários