Blogs

Liverpool x Real Madrid: A final com mais títulos da Europa tem dois campeões no banco

Klopp e Ancelotti não entram em campo, mas são duas atrações da decisão deste sábado (28)

Por Mauro Beting

Ancelotti e Klopp se encontrarão novamente na final da Champions(Getty Images)

Ancelotti e Klopp se encontrarão novamente na final da Champions | Getty Images

Na mesa na varanda dos grandes treinadores de hoje (e desde o título de 1956 dirigido pelo madridista José Villalonga), Carlo Ancelotti paga a conta em uma “capotavola”. Na outra ponta, mesmo ambos se querendo tão bem, está outro treinador vencedor, de outro estilo: Jürgen Klopp. Provas vivíssimas de que existem vários modos de vencer no futebol. Como o tricampeão por Milan (2003 e 2007) e Real Madrid (2014) contra o campeão pelo Liverpool em 2019. 

Olhando à distância, abusando dos estereótipos, o sanguíneo Kloppão parece o Italiano de anedota. Intenso, explosivo, engraçado, apaixonante, vencedor. O sereno Carletto é o alemão de caderneta. Tranquilo, equilibrado, quieto, comedido, detalhista, vencedor. 

Ambos são. Potencializam elencos e são aditivados e adotados pelas camisa poderosas e pesadas que vestem e investem demais. 

Ancelotti consegue comandar com eficiência e sem sobressaltos e manchetes elencos estelares como se fossem paroquiais. Conversa muito. Ouve demais. Delega acertos, assume as broncas. Trata de ajeitar as coisas e os corpos com diálogo e decisões abertas e democráticas. Assume os riscos. Mas deixa o jogo e as portas abertas para que os jogadores se sintam bem em campo e fora dele. 

Klopp também tem diálogo franco e sintonia fina com elenco e funcionários. Trata pelo nome todo mundo desde o primeiro dia na academia do clube. Ganhou amigos antes de conquistar tudo. De montar o melhor time da história do Liverpool contra mais um rival histórico madridista. 

Se não tem todo o poderio econômico e a história absurda merengue, ainda assim tem muito caixa e outra camisa vencedora. E que ele voltou a fazer ficar ainda maior e melhor. 

Ganhe quem vencer a final com o maior número de títulos em campo da história europeia, a Champions terá outro vice tão campeão e histórico quanto.

Comentários