Blogs

Mbappe, o visitante inconveniente da Champions

Até outro dia, o jovem atacante francês era cobrado por decidir jogo importante, mas parece que está bem confortável em assumir esse papel, especialmente nas casas de grandes clubes europeus

Sob neve, Mbappe passeou pela Allianz Arena e decidiu a vitória sobre o Bayern

Sob neve, Mbappe passeou pela Allianz Arena e decidiu a vitória sobre o Bayern

A cobrança era por Mbappe decidir um jogo grande, após a decepção na eliminação para o Manchester United em 2019. Ainda mais sem Neymar, desfalque contra o Barcelona, nas oitavas-de-final. Até ali, o jovem atacante francês tinha dois gols nesta edição da Champions League, ambos no jogo que valia pouco contra o Instambul Basaksehir, na última rodada da fase de grupos. A resposta foi dada, com três gols no 4 a 1 do Camp Nou.

Nesta quarta-feira, Mbappe mostrou que tomou gosto por ser decisivo no maior torneio de clubes do mundo e por ser um convidado “mal educado”. Balançou a rede duas vezes na excelente vitória de 3 a 2 do PSG sobre o Bayern de Munique na Allianz Arena, no jogo de ida das quartas-de-final da Champions. Em um jogo que o PSG sofreu muito com o incrível volume de jogo do atual campeão do torneio, a letalidade de Mbappe foi um fator primordial.

Logo no começo de jogo, se movimentou perfeitamente do meio para a direita e confundiu totalmente a marcação de Sule. Quando recebeu a assistência de Neymar, chutou forte, mas não chutou muito bem. Neuer, que raramente falha, falhou e tomou por entre as pernas. No segundo tempo, um contra-ataque de manual que envolveu Draxler, a assistência de Di Maria e Mbappe sendo mortal em cortar para dentro e dar um passo a mais com a bola para descolar a marcação de Boateng e acertar o canto. O gol da vitória, logo após o Bayern ter empatado o jogo em 2 a 2.

Navas foi um gigante no jogo, com dez defesas na partida. Marquinhos foi um leão tirando bolas e um atacante frio no segundo gol, até se machucar e fazer muita falta na defesa. Neymar fez um bom primeiro tempo, arrancando precisamente e dando duas assistências. Gueye correu demais e fechou a frente da área na etapa final. Mas o protagonista do PSG em Munique e até aqui no mata-mata da Champions, com seis gols em três jogos, é o então outro dia cobrado a decidir, Kylian Mbappe, um visitante inconveniente.

Comentários