Blogs

Mbappe ‘vira o Batman’ no Camp Nou e destrói o Barça

Em um jogo típico de quem sabe que o time depende dele, Mbappe registrou sua maior atuação com a camisa do PSG na Champions League

Por Vitor Sérgio Rodrigues

Mbappe ‘vira o Batman’ no Camp Nou e destrói o Barça

Mbappe ‘vira o Batman’ no Camp Nou e destrói o Barça

Sem Neymar, o PSG precisava de Mbappe. A última vez nessa situação terminou com um gosto amargo, com a eliminação para o Manchester United, com Mbappe perdendo pelo menos duas chances claras. E sendo cobrado por ser protagonista, ser decisivo, ser a estrela que se espera que ele seja. Fazendo uma associação com outra famosa “dupla dinâmica”, considerando experiência e idade, Neymar é o Batman e Mbappe é o Robin. Na ausência do Batman, o PSG precisava que o Robin se transformasse no Homem-Morcego. E foi isso que aconteceu no gramado do Camp Nou.

Não só pelos três gols no 4 a 1 parisiense sobre o Barcelona. Mas porque Mbappe se portou como protagonista. Chamou o jogo o tempo todo, desde o primeiro minuto, quando foi lançado no meio da zaga. Infernizou o lado direito do Barça. Fez um golaço no primeiro tempo, após Messi abrir o placar de pênalti. No segundo, apareceu como centroavante para virar o jogo. E decretou a goleada finalizando o contra-ataque puxado por Draxler com uma chapada no alto. A bola do jogo debaixo do braço, rumo a Paris.

Um jogo típico de quem sabe que o time depende dele. Para apagar aquela atuação ruim contra o United. Para deixar para trás a partida decepcionante na final contra o Bayern. Para subir alguns degraus na maturidade e na forma de conduzir os destinos do time. Mbappe registrou sua maior atuação com a camisa do PSG na Champions League quando a equipe mais precisava dele.

Pela forma precoce como a carreira de Mbappe tem se desenvolvido, temos a tendência a cobrar demais de quem acabou de completar 22 anos. Nesse tempo, o francês já levantou a Copa do Mundo fazendo gol na final, já tem mais de 150 gols na carreira, vários títulos e campanhas de destaque na Champions League. Por isso tudo, ele é apontado como o jogador que vai liderar o futebol mundial nesta década que começa. Mas para isso, é preciso manter atuações como as de hoje no Camp Nou. Ou como a partida contra a Argentina nas oitavas-de-final da Copa do Mundo de 2018. Por tudo que representa, Mbappe já está no rol dos que não se aceita apenas um bom jogo. O PSG não vai reclamar em ter dois Batmans a partir de agora.

Comentários