Blogs

Mesmo sem Lewandowski, Bayern segue favorito contra o PSG

Polonês se machucou atuando pela sua seleção contra Andorra e para por quatro semanas, ficando fora dos dois jogos das quartas de final da Champions League

Por Vitor Sérgio Rodrigues

Lewandowski sofreu lesão no joelho(Getty Images)

Lewandowski sofreu lesão no joelho | Getty Images

O que era o receio de uma má notícia se confirmou ainda pior na manhã desta terça-feira: o atacante Lewandowski ficará bem mais do que dez dias fora do Bayern para tratar uma lesão de ligamento no joelho! Pela previsão do Bayern de Munique, o atual melhor do mundo precisará de quatro semanas para curar a lesão e assim ficará fora dos dois duelos de quartas de final da Champions contra o PSG. Lógico que perder seu artilheiro afeta muito o confronto, traz para o equilíbrio, mas considero que o Bayern segue favorito.

Não ter seu artilheiro vai modificar o Bayern. A reposição natural seria a entrada de Choupo-Moting como centroavante. Por mais que o camaronês esteja sendo muito elogiado por Hansi Flick, é improvável supor que ele comece como titular em um jogo decisivo de Champions.

Você assiste a todos os jogos da Champions League ao vivo no Estádio TNT Sports!

O mais provável, porém, seria efetivar Gnabry como o jogador mais centralizado do ataque, formando uma trinca de muita velocidade e mobilidade com Sané pela direita e Coman pela esquerda (desconsiderei a possibilidade de puxar Thomas Müller para a função de falso 9, pois mexeria demais na estrutura do time).

Possível formação do Bayern de Munique contra o PSG

Pensando no trio Sané – Gnabry – Coman, o Bayern segue sendo um time muito poderoso, capaz de machucar qualquer equipe do mundo. Na temporada passada, Gnabry marcou nove gols na campanha do título bávaro e pode realizar um bom papel como centroavante, função que vem desempenhando na seleção alemã. Com esse trio dinâmico e veloz, a tendência é vermos o Bayern abrindo muitos espaços na frente, com Kimmich, Goretzka e Thomas Müller podendo se aproveitar.

Esse desfalque fez o favoritismo do Bayern diminuir no confronto. Mas os alemães ainda têm uma ligeira vantagem contra o PSG, analisando antes de a bola rolar.

A equipe francesa busca se encontrar em uma temporada muito acidentada. Muitas lesões, troca de treinador, um time incrivelmente irregular e com Neymar vindo de uma lesão e com pouco ritmo. Se antes era um 65-35 para o Bayern, acho que caiu para um 55-45 sem Lewa. Vamos aguardar os duelos, nos dia 7 e 13 de abril.

 
Veja os melhores momentos da final da Champions: Bayern 1x0 PSG
Comentários