Blogs

Nenhum time deveria comemorar título pela televisão

O regulamento de qualquer torneio em pontos corridos deveria ser bem claro: quando houvesse a chance de uma equipe ser campeã, seria obrigatório que as partidas envolvendo os postulantes ao título fossem no mesmo horário. Comemorar uma conquista pela televisão não existe

Hakimi fez o segundo gol da vitória sobre o Crotone

Hakimi fez o segundo gol da vitória sobre o Crotone

Neste domingo a Inter de Milão pode se sagrar campeão italiana quebrando a hegemonia de nove conquistas da Juventus. Já o Manchester City pode recuperar a taça da Premier League após ver o Liverpool se arrasador na temporada passada. O detalhe em comum dos dois possíveis títulos: tanto a Inter quanto o City estarão ligados na televisão para saber se vão comemorar ou não!

A Inter bateu o lanterna e rebaixado Crotone por 2 a 0 na tarde desde sábado. Mais cedo, o Manchester City registrou o mesmo placar contra o Crystal Palace. Sendo assim, fizeram sua parte e agora secam a Atalanta e o rival Manchester United, respectivamente, para poderem fazer a festa. Para a Inter, basta a Atalanta não vencer o Sassuolo fora de casa. Já a torcida do City precisa ser um pouco mais forte: torcer para o Liverpool derrotar o United. Um desperdício de clímax, considerando que os dois possíveis times campeões não estarão em campo na hora em que ganhariam seus campeonatos nacionais.

Considerando que quem faz a tabela dos campeonatos Italiano e Inglês são as respectivas ligas que administram o torneio, isso é algo fácil de resolver. Basta incluir no regulamento do torneio que é obrigatória as equipes ainda postulantes ao título atuem no mesmo horário sempre em que uma delas possa se sagrar campeão. Era só colocar Crotone x Inter de Milão e Sassuolo x Atalanta no mesmo horário. O mesmo vale para Crystal Palace x City e Liverpool x United. Não é simples, mas dá para resolver em prol do produto.

Mexer na tabela de um grande torneio atualmente é algo complexo, dado os milhões investidos por empresas de mídias nos direitos esportivos. Mas é só essas empresas saberem previamente que isso vai ocorrer. Pintou a chance de um clube levantar o caneco, jogos no mesmo horário. Aí as empresas de mídia que se adaptam à necessidade esportiva, não o contrário.

Não é preciso ser um gênio da administração para pensar que é horrível para a indústria do futebol um time gritar é campeão pela televisão, tendo terminado de almoçar. Resolver isso é possível. É querer.

Comentários