Blogs

Neymar: Expulsão justa, massacre exagerado

É possível considerar a expulsão de Neymar contra o Lille correta e ao mesmo tempo compreensível pelo contexto do jogo

Por Bruno Formiga

Neymar: Expulsão justa, massacre exagerado

Neymar: Expulsão justa, massacre exagerado

A expulsão de Neymar contra o Lille pareceu justa. Ok. Mas tem uma razão.  E isso não é passar pano para o cartão vermelho. Longe disso. 

Vamos lá: O PSG estava perdendo um jogo importantíssimo no Campeonato Francês. Faltava um minuto para acabar e Neymar sofrera uma falta de Djaló. Queria, claro, cobrar rápido ou algo do tipo. O adversário, óbvio, queria o contrário. 

Tudo ai é do jogo.

Djaló segurou a bola. Neymar tentou pegar. Caiu na pilha e deu um encontrão no defensor. 

Ok. Segundo amarelo, sem muito questionamento.

O ponto aqui é: Neymar não tem a "maturidade de um júnior e imprudência tática de criança".

Neymar reagiu como muitos jogadores reagem quando estão perdendo. Eles têm pressa. E, por vezes, afobação.

Faz parte.

E taticamente Neymar nunca foi tão bom. Exerce um papel central de organização e criação do PSG. É sempre o jogador do time que mais toca na bola. E que também sofre faltas (o que, convenhamos, deve irritar um bocado).

Os rivais sabem disso. Exploram isso.

É também do jogo. Faz parte.

Cabe a Neymar resistir, segurar, aguentar. Mas isso é o que a gente diz no ar-condicionado. 

Lá dentro a parada é outra. Cristiano Ronaldo, esses dias, revoltado, jogou a braçadeira de capitão no chão por discordar de uma decisão da arbitragem. Messi foi expulso na Supercopa da Espanha contra o Ahletic Bilbao ao agredir um adversário.

De novo. Faz parte. Acontece.

Entendo que Neymar tem um acúmulo de questões mais polêmicas. Ainda mais em Paris. É outra personalidade, outro estilo de jogo, outra maneira de encarar algumas questões. 

É lógico que o vermelho é péssimo. Ainda mais pra quem ficou tanto tempo parado e logo em uma partida tão importante na briga pelo título nacional. 

Mas daí pegar todo o histórico para criar uma guerra de adjetivos em cima de Neymar me parece exagerado. A expulsão tem uma explicação. Basta querer enxergar.

Comentários