Futebol Brasileiro

Após goleada para o Internacional, direção do São Paulo opta pela continuidade de Diniz

Trabalho do técnico, no entanto, já não é unanimidade dentro do clube 

Avatar del

Por Priscila Senhorães

Fernando Diniz segue no São Paulo após goleada para o Internacional(Marcello Zambrana/AGIF)

Fernando Diniz segue no São Paulo após goleada para o Internacional | Marcello Zambrana/AGIF

Com a derrota do São Paulo para o Internacional na última quarta-feira (20), em pleno Morumbi, a situação dentro do clube ficou delicada, envolvendo reuniões e conversas entre a direção de futebol.

O presidente Julio Casares participou de mais de uma reunião na manhã desta quinta-feira (21) justamente para debater a tão pedida demissão de Fernando Diniz por parte dos torcedores são-paulinos. 

Após diversas opiniões e participações nas conversas de gente de dentro do futebol do Tricolor do Morumbi, a opção foi pela continuidade do treinador no comando técnico Tricolor por enquanto. 

No entanto, a decisão não é atemporal. O jogo contra o Coritiba, no próximo sábado (23), pode ser decisivo para o futuro do técnico, já que o adversário briga contra o rebaixamento no Brasileirão e soma apenas seis vitórias em 31 jogos no campeonato.

Com isso, uma derrota com atuação apagada por parte da equipe, como a realizada contra a equipe gaúcha, pode mudar os rumos de Fernando Diniz no São Paulo.

Em coletiva realizada após o fim do confronto contra o Internacional, Fernando Diniz assumiu a culpa pela fase do time, que não vence há cinco jogos na temporada, mas afirmou que trabalha sem 'medo de ser demitido'.

"Não tenho medo de perder emprego. Eu amo o meu trabalho, trabalho com toda a minha dedicação para conquistar esse título aqui no São Paulo. Quem trabalha com devoção, não trabalha pensando em segurar emprego. Eu sempre me senti apoiado aqui, pela diretoria que saiu e por essa que entrou", disse o técnico, que complementou.

"Se eu carrego algum tipo de culpa e responsabilidade? A maior responsabilidade é minha. A maior responsabilidade por uma derrota como essa, pela queda, é minha. Eu trabalho naquilo que posso, naquilo que consigo, e acredito que vamos conseguir reverter isso, voltar a subir no campeonato", finalizou.

As equipes se enfrentam no sábado (23), às 19h (de Brasília), no Estádio do Morumbi. O Tricolor ocupa a segunda colocação na tabela de classificação, com 57 pontos consquistados em 31 jogos. O Coritiba, por sua vez, está em 18º lugar, com apenas 26 pontos.

Comentários