Futebol Brasileiro

Após punição da Fifa, Porto acerta dívida de quase 400 mil euros com o São Paulo

Equipe portuguesa tinha pendência pela transferência do zagueiro Éder Militão, hoje no Real Madrid

Militão defendeu o Porto entre 2018 e 2019(Gualter Fatia/Getty Images)

Militão defendeu o Porto entre 2018 e 2019 | Gualter Fatia/Getty Images

O São Paulo recebeu nesta quarta-feira (26) uma transferência de quase 400 mil euros (pouco mais de R$ 2,5 milhões) do Porto, por conta de uma dívida existente referente à transferência do zagueiro Éder Militão ao clube português.

O valor era referente a parte da última parcela pela compra do defensor por parte do clube português, em agosto de 2018. Estava faltando 378 mil euros (R$ 2,4 milhões) do total de 500 mil, que era o valor da parcela. Com juros aplicados, o valor ficou na casa dos 400 mil euros.

O caso se alonga na Fifa há algum tempo. O departamento jurídico do São Paulo havia entrado com ação após a ausência do pagamento e a entidade máxima do futebol mundial deu prazo de 45 dias para o pagamento. Com o prazo encerrado no último dia 20 de maio, o Porto passou a ficar impedido de registrar novos jogadores, o conhecido "Transfer ban".

Com a proibição de novas contratações, o clube português, enfim, acertou sua pendência com o São Paulo, que confirmou nesta quarta o recebimento do pagamento, com juros, e o encerramento da ação na Fifa.

Formado na base do São Paulo, Éder Militão defendeu os profissionais do clube entre 2017 e 2018, conseguindo destaque. Vendido ao Porto, o jogador imediatamente se tornou titular da equipe e seguiu se destacando em Portugal, chamando atenção do Real Madrid, clube que defende hoje em dia.

Comentários