Futebol Brasileiro

Bellintani cita 'movimento direcionado e estruturado' para mudar o resultado do Brasileirão

Em participação exclusiva no De Placa, presidente do Bahia comentou o polêmico pênalti marcado para o Flamengo na última quinta (11)

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

Bellintani se revoltou contra a arbitragem brasileira(Felipe Oliveira / EC Bahia)

Bellintani se revoltou contra a arbitragem brasileira | Felipe Oliveira / EC Bahia

O presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, concedeu entrevista exclusiva ao De Placa na manhã desta sexta-feira (12) e repercutiu toda a polêmica arbitragem da partida entre Flamengo e Bahia, no Maracanã.

O mandatário baiano se mostrou revoltado com a marcação do pênalti que originou o primeiro gol do Flamengo no duelo e chegou até a sugerir um "movimento estruturado" para favorecer alguns times na briga contra o rebaixamento.

"Ontem vimos que ombro ou peito, já houve regulamentação que ombro não é mão... Para mim, indiscutivalmente, foi peito... Ontem o juiz pendurou uma mão imaginária no peito do nosso jogador. É um lamaçal explicito. Até então a lama estava nos porões. A gente via juízes picotando jogos, tem artigos que explicam como conduzir jogo para time A ou B vencer... Mas até então nunca tinha visto algo tão explicito, tão estarrecedor como o que aconteceu ontem. Eu não dormi ontem, ficava acordando, vendo o lance várias vezes para ver se não fui injusto. Desacreditei tanto no que vi que tive que ver de novo. Para mim, está inagurada a fase do lamaçal explícito da arbitragem do futebol brasileiro. Não foi só de ontem, viemos de três jogos com pênaltis, atestado pela Ouvidoria de Arbitragem, que faz um trabalho seríssimo... Sentimento hoje de estarrecimento completo."

"Preciso compreender o que está acontecendo, tenho leitura que isso veio por diversas circustâncias. Temos clubes hoje com camisa pesada, maiores orçamentos, disputando ali na nossa zona e se a gente ganha o jogo ontem ia subir na tabela. Não sei por quem está sendo conduzido isso e de que forma. Eu evitava tocar nesse tema por receio de cometer injustiças e esconder fragilidades do meu proprio clube".

Mas depois do que aconteceu ontem não tenho nenhuma dúvida que há movimento direcionado e estruturado para que mude o resultado da competição. Quem esta fazendo isso e porque eu desconfio, mas não falarei porque estaria sendo irresponsável".

"Preciso avançar nas minhas questões, preciso entender o porquê de forma mais específica. O Campeonato, sim, está sofrendo de certa forma um direcionamento. Qual foi o motivo da troca do árbitro para a partida de ontem? Quem vai responder isso? (...)  Para nós, é um momento de luta. O que aconteceu ontem foi um assalto. Não sei quem foi o ladrão, mas que teve, teve. E a torcida está vendo isso".

Com a derrota para o Flamengo, o Bahia se manteve na 16ª colocação do Campeonato Brasileiro, uma acima do Z4. O Esquadrão tem três pontos de vantagem para o Juventude, primeiro time da zona do rebaixamento.

Comentários