Futebol Brasileiro

Condenado em processo, Cruzeiro está, por ora, proibido de registrar jogadores

Clube mineiro foi punido pela CNRD, por dívida de R$1,3 milhão com PSTC, do Paraná, na venda de Bruno Viana

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Sérgio Santos Rodrigues, presidente cruzeirense(Flickr Oficial Cruzeiro)

Sérgio Santos Rodrigues, presidente cruzeirense | Flickr Oficial Cruzeiro

O Cruzeiro está, mais uma vez, impedido de registrar novos jogadores na Fifa. Agora, a CNRD (Câmara Nacional de Resoluções e Disputas) condenou o clube mineiro na negociação envolvendo o PSTC, do Paraná, e o zagueiro Bruno Viana. A punição ocorreu em março, mas só foi divulgada nas últimas horas. A informação inicial foi da 'Rádio Itatiaia'.

O processo do PSTC contra a Raposa foi aberto no ano de 2017, requerendo 20% da venda feita pelo time celeste do jogador para o Olympiacos, da Grécia, no valor de 2 milhões de euros. Entre as instituições, havia um acordo onde o Cruzeiro se comprometia a repassar o percentual à equipe paranaense caso houvesse uma negociação.

Os cruzeirenses não cumpriram o acordo, o que gerou o processo. O clube do Paraná pede R$ 1,3 milhão por sua parte no negócio. O Cruzeiro só poderá registrar jogadores para o elenco se fizer tal pagamento.

 
Simeone relembra períodos que viveu ao lado de Maradona no Sevilla e na Argentina: 'Me protegia'
Comentários