Futebol Brasileiro

Conmebol divulga áudio do VAR de lance polêmico no jogo entre Atlético-MG x Boca Juniors

Gol dos argentinos foi anulado por impedimento após revisão do árbitro de vídeo e causou revolta nos boquenses

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

Árbitro invalida gol xeneize no Mineirão(POOL/AFP via Getty Images)

Árbitro invalida gol xeneize no Mineirão | POOL/AFP via Getty Images

O Atlético-MG se classificou para as quartas de final da Copa Libertadores após eliminar o Boca Juniors nos pênaltis, depois de empate em 0 a 0 no placar agregado. No entanto, com os lances polêmicos dos gols marcados pelo Boca na ida e na volta, os argentinos se revoltaram e sentem que foram desfavorecidos no embate contra o Galo.

Aos 63 minutos de jogo da partida dessa última terça (20), o VAR recomendou ao juiz Esteban Daniel Ostojich Vegah revisão do lance para invalidar o gol marcado por Weingandt. Os árbitros que estavam na cabine do VAR alegaram que o meia Diego González estava impedido e interferiu no movimento do goleiro Everson, que solta a bola e origina o gol xeneize.

"(O número 23) vai buscar a bola e interfere no goleiro, que não faz o gesto que deveria fazer por causa da disputa de bola. Na linha, o número 23 está fora de jogo. Perfeito, houve interferência. Vou remarcar (o lance) como fora de jogo", afirma o árbitro uruguaio após revisar o lance no vídeo.

González estava centímeros na frente de Allan, seu marcador, quando a bola foi lançada por Villa e posteriormente chegando ao arqueiro Everson, que não conseguiu segurar e viu o lateral Weingandt colocar para dentro. Veja a imagem:

Foto: Reprodução / Conmebol

Com o imbróglio formado, a Conmebol divulgou vídeo durante a madrugada onde mostra o diálogo, que dura cerca de cinco minutos, entre o juiz e os árbitros da cabine do VAR. Veja na íntegra:

Comentários