Futebol Brasileiro

Cuiabá recebe negativa de Mancini e admite 'gastar mais' por novo treinador

Com limite de treinadores no Brasileirão, equipe só pode ter mais um técnico na competição

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

Mancini está sem clube desde sua saída do Corinthians(Marcello Zambrana/AGIF)

Mancini está sem clube desde sua saída do Corinthians | Marcello Zambrana/AGIF

O Cuiabá tentou a contratação de Vagner Mancini, ex-Corinthians, para o posto de treinador, vago desde a demissão de Alberto Valentim após a estreia da equipe no Campeonato Brasileiro. Diante disso, o clube pode ter que "abrir os cofres" para fechar com um novo comandante.

Como o Brasileirão agora tem limite de trocas (são no máximo dois treinadores durante toda a competição), a equipe mato-grossense terá que contratar um técnico para ficar até o final do torneio, caso contrário terá que utilizar algum auxiliar. Diante disso, o vice-presidente do clube admite gastar mais do que o esperado para trazer um novo profissional.

"Não podemos errar. Só vamos contratar quando tivermos convicção. Se tivermos que gastar mais para trazer um técnico, vamos fazer", disse Cristiano Dresch em entrevista ao 'Ge'.

Pela nova regra do Brasileirão, caso o Cuiabá demita um novo treinador, terá que colocar para comandar a equipe um profissional que tenha, no mínimo, seis meses de casa no clube, já que não poderá realizar a contratação de um novo treinador.

Comentários