Futebol Brasileiro

Empresário revela que Atlético-MG recebeu R$ 400 milhões emprestados de mecenas

Rubens Menin, um dos investidores do Galo, falou novamente sobre as finanças do clube, que viu sua dívida ao final de 2020 atingir R$ 1 bilhão

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

Bruno Cantini / ATLÉTICO

Bruno Cantini / ATLÉTICO

Na última semana, foi revelado que a dívida do Clube Atlético Mineiro ultrapassou a quantia de R$ 1 bilhão ao final do ano passado. Um dos investidores do clube, o empresário Rubens Menin, ao falar sobre o assunto mais uma vez, contou que o Galo recebeu R$ 400 milhões de aporte dos 'mecenas'.

"Nós todos, juntos, colocamos aproximadamente R$ 400 milhões. Queremos receber quando for possível. Está no planejamento. Isso é sem juros. Uma dívida de R$ 400 milhões custaria aproximadamente R$ 50 milhões por ano (em condições normais de juros). Mas não tem juros, o que é muito bom ao Atlético", afirmou Menin, em entrevista à 'Rádio Bandeirantes'.

Rubens se refere à atuação dos empresários conhecidos como '4 R's' no dia a dia atleticano. Eles ajudam com dinheiro para contratação de jogadores, pagamento de salários, além de gastos no departamento de futebol e até quitação de dívidas com outras instituições.

Em dez dias, o Atlético tem marcado um evento nomeado de 'Galo Business Day', a fim de transparecer aos torcedores e jornalistas a situação econômica do Alvinegro mineiro. Na visão dos mecenas, apesar da dívida de valor exorbitante, ela não preocupa e é controlada.

"Uma dívida sem juros, para comprar jogador, e pagar quando quiser, o Barcelona quer, o Real Madrid quer. Deve 1 bilhão? Mas 40% aproximadamente disso é sem juros".

Comentários