Futebol Brasileiro

Final Majestosa: São Paulo e Corinthians brigam por título do Paulistão Feminino com presença de torcida

As duas equipes repetem a final que ocorreu em 2019 para descobrir quem será a nova campeã

Avatar del

Por Tayna Fiori

Atletas e técnicos na Coletiva(Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão)

Atletas e técnicos na Coletiva | Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão

Com jogo de ida marcado para esse sábado (4) no Morumbi, São Paulo e Corinthians se enfrentam para descobrir o campeão do Paulista Feminino de 2021. Os times tiveram as melhores campanhas na fase de grupos do campeonato, o Timão com 31 pontos e o Tricolor com 30. 

Em 2019, o Corinthians saiu com o título e com o recorde de público na Neo Química Arena, somando 28.862 telespectadores. Depois dessa disputa, os times fizeram mais três jogos somando duas vitórias por 2 a 1 para o Corinthians e um 2 a 0 para o São Paulo, incluindo Paulista Feminino e Brasileiro Feminino. 

A coletiva pré-jogo aconteceu nesta quinta-feira (02) na sede da Federação Paulista de Futebol. Os dois técnicos, Arthur Elias e Lucas Piccinato, trocaram bons elogios e falaram bastante sobre a crescente do futebol feminino brasileiro. Eles têm uma história de parceria no Centro Olímpico, um dos maiores formadores da modalidade. 

“Tenho uma gratidão enorme pelo Arthur, foi quem me abriu as portas do futebol feminino, um amigo que criei para a minha vida, quero sempre por perto. Ele, esses últimos anos tem conseguido atingir um nível ótimo, é uma pessoa muito boa, gigantesco profissional. O Centro Olímpico fez parte da construção da nossa caminhada, uma faculdade de vida aquele lugar, sou muito grato pela porta aberta pelo Arthur e as oportunidades que vieram após isso”, disse Lucas Piccinato.

Com uma base mantida entre São Paulo e Corinthians, os dois times tiveram uma grande evolução de 2019 até 2021, principalmente o tricolor paulista. Como afirmou o técnico Arthur Elias, serão dois jogos duros e bons para quem gosta de futebol. 

“A gente vem fazendo história, mas vai ser um jogo muito duro, um adversário que não perdeu nenhum jogo no campeonato, exceto para nós. Sabemos que o São Paulo teve um tempo muito longo para trabalhar, o que gera um pouco de dúvida em nós sobre o que vai ser esse confronto”, disse o técnico Arthur Elias.

Como o São Paulo chega 

O São Paulo passou pelo Santos nas semifinais com 5 a 0 no placar agregado e um grande brilho da atacante Glaucia, que foi o grande nome nas duas partidas e conversou exclusivamente com a TNT Sports Brasil

"Espero que a gente possa comemorar mais uma vez e com o título. Espero que eu consiga jogar da minha melhor forma, acredito que estamos vindo com um grupo muito forte. Sabemos que a equipe do Corinthians vem de cinco anos de conjunto, sabemos da dificuldade, mas estamos preparados", contou. 

O time foi eliminado nas quartas de final do Brasileiro Feminino e teve um tempo para se preparar melhor para o Paulista, diferente do Corinthians que chegou a final e também disputou a Libertadores Feminina. 

Em resposta à nossa reportagem na coletiva pré-jogo, o técnico Lucas Piccinato falou sobre o quão ruim foi a eliminação e o quanto ela auxiliou: "Machucou a gente durante a temporada, foi um momento de reflexão e de reorganização da equipe em vários sentidos. Coseguimos uma nova forma de jogar, para conseguirmos resultados. Hoje estamos em um outro nivel.". 

Confira a resposta completa: 

O São Paulo perdeu apenas uma partida no Campeonato Paulista Feminino, justamente para o Corinthians no jogo que aconteceu na segunda rodada. O tricolor paulista marcou 34 gols e sofreu seis em toda competição. 

O time tem uma peça no seu meio-campo de muito respeito coletivo, a Formiga. Aos seus 43 anos, a meia tenta conquistar mais um título pelo São Paulo em seu retorno. Ela foi peça chave para o crescimento e a mudança do time comentados pelo técnico Piccinato. 

Como vem o Corinthians

O Corinthians chega para a sua terceira final conscecutiva e o técnico Arthur Elias chega para disputar o seu décimo título em seis temporadas com o time. O timão é o atual campeão, vencendo a Ferroviária por 8 a 1 no placar agregado. 

Questionado pela TNT Sports Brasil, Arthur falou sobre o crescimento do Corinthians e também sobre o seu tamanho dentro do clube: "Sabemos da dificuldade que foi vencer cada um desses nove campeonatos. A gente trabalha muito para que isso aconteça. É um projeto bem planejado junto com a Cris, nossa diretora. Em relação a minha avaliação: sim, me considero [um dos maiores técnicos do futebol feminino atualmente]. Acho que os resultados mostram isso", respondeu. 

Confira a resposta completa:

Para conseguir chegar na final novamente do Paulista Feminino, o Corinthians empatou somente um jogo, contra o Palmeiras, e não perdeu nenhum. Ao todo, foram 47 gols marcados e apenas 3 sofridos. O time tem a chance de conquistar o campeonato invicto e também a tríplice coroa, que bateu na trave na temporada 2020. 

O Corinthians já tem na lista de 2021 o Campeonato Brasileiro, conquistado em cima do Palmeiras, e a Libertadores Feminina, conquistada contra o Santa Fé. 

As partidas: informações e horários 

A partida de ida irá acontecer nesse sábado (04) no Morumbi, às 16h, com presença de torcida única. Os ingressos são gratuitos e permitidos para quem tomou as duas doses da vacina contra a Covid-19 ou tomou a primeira e tenha um PCR negativo nas últimas 24h antes do jogo. As crianças também estão incluídas no protocolo. 

É obrigatório o uso de máscara em todas as dependências do estádio e indicado levar álcool em gel. As entradas são pelos portões 5, 6 e 16. A atacante Glaucia deixou o convite feito para todos os torcedores:

"Espero que a torcida acompanhe mesmo, vá no Morumbi. A entrada é gratuita já para poder todo mundo ir torcer pela gente! Esperamos vocês lá para prestigiar não só o São Paulo, mas o futebol feminino.". 

O jogo de volta será na quarta-feira (8), às 21h, na Arena Barueri. Também terá a presença de público, no entanto, o Corinthians ainda não divulgou como acontecerá. Na semifinal, contra a Ferroviária, a entrada foi perante a entrega de um quilo de alimento não perecível. 

Por conta da data, o Corinthians não conseguiu mandar a partida em uma das suas casas: Fazendinha ou Neo Química. Mas a zagueira Giovana Campiolo falou sobre a escolha da Arena Barueri. 

“Claro que era o palco que todo mundo esperava, tanto a torcida quanto nós atletas, mas já fizemos grandes jogos na Arena Barueri. A gente sabe que tecnicamente o jogo rola muito melhor e é isso que a gente espera e quer fazer. A gente sabe das dificuldades que os torcedores terão em chegar lá, mas o clube tem feito esforços para facilitar a ida do torcedor. Tenho certeza de que será um grande jogo e a torcida vai estar em peso. Não vai ser recorde de público, mas terão pessoas para nos prestigiar”, afirmou Campiolo.

Comentários