Futebol Brasileiro

Independiente alega que Kaio Jorge estava suspenso e protesta na Conmebol; Santos garante regularidade

Equipe argentina alega que o atacante santista não poderia estar em campo, o que faria o placar se tornar 3 a 0 para os argentinos, a exemplo do que ocorreu em 2018

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

Kaio Jorge foi o autor do gol da vitória santista sobre o Independiente(Carla Carniel/Pool/Getty Images)

Kaio Jorge foi o autor do gol da vitória santista sobre o Independiente | Carla Carniel/Pool/Getty Images

O Independiente, da Argentina, protesta na Conmebol alegando que o atacante Kaio Jorge, do Santos, atuou na partida de ida da Copa Sul-Americana mesmo estando suspenso, o que faria o placar ser revertido de 1 a 0 para o Peixe para 3 a 0 para os argentinos. A informação é do jornalista César Luis Merlo, da 'Tyc Sports'.

O Peixe, através de comunicado oficial, assegura, no entanto, que realizou consultas oficiais junto à Conmebol e obteve a liberação da entidade para escalar o camisa 9. Kaio Jorge recebeu três amarelos durante a Libertadores deste ano, sendo o último na partida diante do Barcelona, que sacramentou a eliminação santista.

O clube argentino se baseia no artigo 75 do Código de Disciplina da Conmebol, inciso 2, que cita que "qualquer suspensão por partidas ou suspensão que impeça o exercício de funções que não tenham sido cumpridas totalmente no final da competição durante a qual foi cometida a infração (por eliminação da equipe ou por ser o último encontro do torneio) será estendida para a próxima competição da mesma categoria (seleções nacionais ou clubes) na qual o infrator poderia participar, independentemente de ter mudado de clube".

No entanto, no mesmo artigo, no inciso 3, a entidade cita que o uma suspensão por acúmulo de cartões amarelos, caso de Kaio Jorge, não poderá ser transferida a outra competição em nenhuma hipótese, o que livraria o Santos de qualquer punição.

A suspensão imputada a um jogador, por acumulação de cartões amarelos, em diferentes jogos na mesma competição, em nenhum caso será transferida para outra competição".


Segundo apuração de Ricardo Martins, da TNT Sports, antes da partida na Vila Belmiro, vencida por 1 a 0 pelo Peixe com gol justamente de Kaio Jorge, o Santos enviou ofícios à Conmebol questionando a situação de dois jogadores: Alison e Kaio Jorge. A entidade respondeu que Alison não poderia ser escalado por suspensão, mas que o camisa 9 estaria liberado - o que foi confirmado pelo clube.

Um caso similar aconteceu na Copa Libertadores de 2018, curiosamente também em um Santos x Independiente. Na ocasião, o Peixe consultou o sistema da Comet, da Conmebol, e recebeu a liberação para escalar Carlos Sánchez. Posteriormente, porém, foi alegado que o sistema não era considerado oficial da Conmebol, o que fez o resultado de 0 a 0 na Argentina ser convertido em um 3 a 0 resultando na eliminação santista.

Confira, na íntegra, a nota oficial do Santos:

 

O Santos FC esclarece que o atacante Kaio Jorge estava apto a jogar diante do Independiente, da Argentina, pela Conmebol Sul-Americana, na quinta-feira, dia 15, na Vila Belmiro. Para evitar qualquer dúvida, o Clube formalizou consultas oficiais à Conmebol em relação à escalação dos atletas Kaio Jorge e Camacho. Nas duas situações, a resposta da entidade, como o Santos já esperava, foi positiva em relação à escalação dos atletas.

Kaio Jorge levou o terceiro amarelo na última partida do Clube pela Conmebol Libertadores, contra o Barcelona, no Equador, mas pelo artigo 75.3 do Código Disciplinar da Conmebol – “a suspensão imputada a um jogador, por acúmulo de cartões amarelos, em partidas distintas, em uma mesma competição, em nenhum caso será transferida para a outra competição”.

Já no caso de Camacho, o Santos FC está amparado pelo artigo 3.7.4.1 do Manual de Clube da Conmebol Sul-Americana. O Santos FC reitera que tanto o Departamento de Futebol, quanto o Departamento Jurídico, tiveram todo o cuidado prévio em cada situação, a fim de evitar prejuízos ao Clube.

Comentários