Futebol Brasileiro

Justiça determina que Willian Arão deve pagar R$ 4,8 milhões ao Botafogo

Alvinegro exige pagamento de multa pela rescisão unilateral por parte do jogador e ressarcimento por perdas e danos

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

Willian Arão foi titular no título carioca do Flamengo I Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Willian Arão foi titular no título carioca do Flamengo I Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Em 2015, o volante Willian Arão deixou o Botafogo e acertou sua ida para o rival Flamengo. Com processo correndo desde 2019, o Alvinegro briga na Justiça exigindo o pagamento de multa pela rescisão unilateral por parte do jogador e ressarcimento por perdas e danos. Nesta semana, houve uma atualização do caso.

A Justiça determinou que o volante rubro-negro agora deve pagar R$ 4,8 milhões ao Botafogo, sendo que R$ 800 mil deste montante será repassado ao técnico Oswaldo de Oliveira. O valor é bem inferior aos R$ 8 milhões que o Glorioso esperava receber do caso. A informação foi divulgada inicialmente pelo 'Canal do Mandy'.

A Justiça já liberou o clube de General Severiano de buscar o pagamento, seja por execução ou acordo com o volante do Flamengo. Ambas as partes ainda não se manifestaram oficialmente sobre esta nova atualização do caso.

Comentários