Futebol Brasileiro

Renato Gaúcho sobre a Seleção Brasileira: 'Nessa bagunça eu não vou entrar não'

Técnico era um dos nomes cotados por especialistas para assumir o comando da Amarelinha

Renato Portaluppi dirigindo o Grêmio na beira do campo
Renato Portaluppi dirigindo o Grêmio na beira do campo (Getty Images)

Por Redação da TNT Sports

O técnico do Grêmio, Renato Gaúcho criticou a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) pela falta de organização da entidade, e em entrevista ao 'ge', disse que não aceitaria assumir o comando da Seleção Brasileira nesse momento.

Nessa bagunça eu não vou entrar não. A seleção brasileira é meu sonho, mas a CBF tem que tomar vergonha na cara. A verdade é essa. Eu não quero chegar na seleção brasileira e ser mais um. Se um dia eu tiver que chegar lá. Mas chegar lá e daqui a 2 meses… “vai embora e me dá aí saco de arroz, saco de feijão, acabou tudo”. Nessa bagunça, eu estou fora. Graças a Deus ninguém me chamou. Eu não iria. Do jeito que está a situação na CBF, independente de quem quer que seja o presidente da CBF, mas ela tem que tomar vergonha na cara. Para o bem do futebol brasileiro."

O treinador voltou ao Tricolor Gaúcho no final da Série B, em 2022 e ajudou a equipe a subir para a primeira divisão. Após voltar, em 2023, disputou a primeira divisão e foi vice-campeão, o vencedor do torneio foi o Palmeiras.

O Renato Gaúcho tem contrato até dezembro de 2024 com o Grêmio. Pela equipe gaúcha, ao todo foram, 437 jogos, 230 vitórias, 115 empates, 92 derrotas.O treinador venceu, Copa do Brasil de 2016, Libertadores de 2017, Recopa Sul-Americana de 2018, Gauchão de 2018, 2019 e 2020, e as Recopas Gaúcha de 2019 e 2023.

Mais Vistas