Futebol Brasileiro

Renato Portaluppi confirma proposta do Santos e explica recusa: 'Preciso descansar'

Em entrevista ao programa 'Bem, Amigos', o ex-treinador do Grêmio ainda revelou que foi procurado por clubes de Singapura e Emirados Árabes Unidos após sua saída da equipe gaúcha

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

Renato Portaluppi em ação em jogo contra o Santos, pela Libertadores da América de 2020(Alexandre Schneider/2020 Getty Images)

Renato Portaluppi em ação em jogo contra o Santos, pela Libertadores da América de 2020 | Alexandre Schneider/2020 Getty Images

O Santos demorou, mas contratou o técnico Fernando Diniz para o lugar deixado pelo argentino Ariel Holan, no dia 25 de abril, após derrota para o Corinthians, pelo Campeonato Paulista. Um dos nomes cogitados pela diretoria santista - e que efetivamente negociaram uma possível ida para a Vila Belmiro, como revelou com exclusividade a TNT Sports, foi Renato Portaluppi.

Quer assistir a todos os jogos da Champions League e à maior cobertura do Campeonato Italiano? Então, clique aqui e assine o Estádio TNT Sports!

Na noite da última segunda-feira (10), o próprio ex-comandante do Grêmio confirmou, em entrevista ao programa 'Bem, Amigos' a procura do Peixe pelo seu trabalho, além de clubes de dois países asiáticos.

Tive propostas de Singapura e Dubai, com valores altos. E do Santos na semana passada."


"Conversas muito boas com o presidente [Andres Rueda], que tem ideias maravilhosas. Mas falei que descansaria. Não adianta sair do Grêmio e pegar trabalho na sequência", comentou Portaluppi.

"Presidente do Santos falou que me esperaria um mês, que era só dar a palavra. Mas falei que, infelizmente, não dava. Fiquei agradecido, é um grande clube, mas eu preciso descansar e não sei como seriam 30 dias. Poderia não cumprir a palavra. Quem sabe no futuro?", completou.

Renato passou os últimos cinco anos no clube em que é ídolo tanto como jogador, quanto como técnico. Entre 2016 e 2021, quando foi demitido, conquistou diversos títulos, dentre eles o da Libertadores da América de 2017 e o da Copa do Brasil de 2016.

Comentários