Imagem ilustrativa na TNT Sports

É agora que a história é escrita! Assista a TODOS os jogos do mata-mata da Champions League AO VIVO!

ASSINE JÁ
Futebol Brasileiro

STJD opta por não suspender John Textor após fim de prazo para entrega de provas

Mandatário denunciou arbitragem por corrupção, mas não comprovou; em votação na justiça desportiva, tribunal entendeu que é melhor aguardar as outras etapas dos processos legais

John Textor acusa o futebol brasileiro de manipulação na arbitragem
John Textor acusa o futebol brasileiro de manipulação na arbitragem (Getty Images)

Por Redação da TNT Sports

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) votou por não suspender o CEO da SAF do Botafogo, John Textor, nesta quinta-feira (14), por ele não cumprir decisão que o obrigava a entregar provas de um suposto esquema de corrupção envolvendo árbitros. O proprietário da SAF do Glorioso tinha até a última quarta-feira (13) para cumprir uma determinação do presidente do STJD, José Perdiz, para entregar o material.


CLIQUE AQUI E ENTRE NO GRUPO DO BOTAFOGO DA TNT NO WHATSAPP!

Membros da justiça desportiva optaram por não suspender automaticamente o mandatário do Glorioso por entenderem que é preciso aguardar os processos legais e a denúncia da procuradoria. A decisão foi tomada na manhã desta quinta-feira (14).

Entenda o caso:

O Dono da SAF do Botafogo disse ter áudios que comprovam um esquema de corrupção na arbitragem do futebol brasileiro. Ele publicou, no fim do último sábado (09), um longo vídeo, com duração de 13 minutos, e garantiu ter uma gravação de um árbitro admitindo a tentativa de manipulação.

A Anaf (Associação Nacional dos Árbitros de Futebol), em nota oficial, rebateu as afirmações do norte-americano e classificou como "irresponsáveis e levianas" as acusações, além de afirmar que o dirigente abriu uma "guerra" contra a arbitragem brasileira.

Mais Vistas