Futebol Brasileiro

Técnico do Flamengo Sub-20 comenta goleada histórica por 10 a 0 na Copa São Paulo

O placar foi o maior da história da primeira rodada da Copa São Paulo em todos os 52 anos da competição; para o treinador Fábio Matías, de 42 anos, a competição é "o ápice da categoria de base" 

Por Larissa Carvalho

Flamengo estreou na Copinha 2022 com vitória por 10 a 0(Gilvan de Souza/Flamengo)

Flamengo estreou na Copinha 2022 com vitória por 10 a 0 | Gilvan de Souza/Flamengo

A Copa São Paulo de Futebol Júnior iniciou nesta semana e já rendeu muitas boas histórias. Aliás, você, torcedor, provavelmente se emocionou com o goleiro Tomate, ou se surpreendeu com a vitória do Flamengo por 10 a 0. Na tarde desta sexta-feira (7), a TNT Sports conversou com o técnico Fábio Matías, de 42 anos, do Flamengo sub-20, que comandou o time nessa goleada histórica da última quarta-feira (5), sobre o Forte Rio Bananal (ES). 

Fábio comandou a equipe na segunda maior goleada da história do Flamengo na Copinha / Gilvan de Souza/Flamengo
Fábio comandou a equipe na segunda maior goleada da história do Flamengo na Copinha / Gilvan de Souza/Flamengo

Além de ter sido a maior goleada da atual edição da Copinha até agora, o placar também foi o maior da história da primeira rodada da Copa São Paulo em todos os 52 anos da competição. Essa ainda foi a segunda maior goleada do Flamengo dentre todas as participações do Rubro-Negro. Os gols foram marcados por Matheus França (2x), Werton, Kayke David, Kayque Soares, Wesley, André e Mateusão (3x).
 

Apesar dos recordes, para o treinador o mais importante é promover o desenvolvimento dos meninos da base:

Hoje o Flamengo na base se consolidou como um dos grandes clubes de processo de revelação de jogadores. O importante é termos feito um bom jogo, desenvolvermos os meninos. Flamengo jogou com alegria, com liberdade, jogou intensamente o jogo inteiro."

Fábio se considera "orgulhoso" em defender o Flamengo | Marcelo Cortes/Flamengo

Essa foi primeira vez que o técnico comandou o Flamengo na estreia de uma competição. Até então só tinha assinado súmulas de jogos no decorrer de competições, como o Brasileiro Sub-20 e o Carioca Sub-20. Ele se considerou "orgulhoso e capacitado" por poder defender as listras rubro-negras:

É diferente (estar no Flamengo). Um clube no cenário latinoamericano, no cenário mundial, com uma visibilidade muito grande. Inclusive os atletas do Flamengo de base têm muito mais visibilidade às vezes do que atletas profissionais de outras divisões. Me sinto muito orgulhoso de poder representar essa camisa."

Fábio conhece muito bem a Copinha, afinal, é o atual campeão da competição. Em 2020, venceu pelo Internacional nos pênaltis, em disputa acirrada contra o Grêmio, arquirrival do colorado. Para ele, enquanto treinador de base, o torneio é "o ápice da categoria":

A Copa São Paulo é o ápice da categoria de base em relação ao treinador de base. Pra nós que trabalhamos com futebol, na base principalmente, ela (a Copinha) acaba sendo o topo em relação à competição."

Fábio é o atual campeão da Copinha, pelo Internacional, em 2020 | Gilvan de Souza / Flamengo

Fábio chegou ao Flamengo em julho de 2021 e conquistou o título da Taça Guanabara Sub-20, além de ter sido finalista do Campeonato Carioca Sub-20 e semifinalista do Campeonato Brasileiro da categoria. Mesmo com esses resultados, ele reconhece o valor da Copa São Paulo para os meninos da base: 

É uma competição diferente. Você tem uma primeira fase com três jogos e depois você entra em uma rotina de jogos de mata-mata. Quando o atleta vai vivenciar isso de novo? O atleta nunca mais vai vivenciar isso no profissional. É uma competição única, uma competição exclusiva, diferente."

A equipe de Fábio Matías entra em campo novamente neste sábado, às 19h, contra o Floresta (CE), na Arena Barueri. Resta aguardar para saber se novas goleadas virão pela frente.

Comentários