Futebol Brasileiro

Tite revela contatos de Real e PSG, e que não trabalhará no Brasil depois da Copa

Técnico também revelou que recebeu contatos da equipe do Sporting, de Portugal

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

Tite assumiu o comando do Brasil em 2016(Fernando Moreno/AGIF)

Tite assumiu o comando do Brasil em 2016 | Fernando Moreno/AGIF

Tite, técnico da seleção brasileira, concedeu entrevista ao jornal inglês 'The Guardian' e revelou contato de equipes europeias.

O técnico Tite também reafirmou que não pensa em trabalhar no Brasil depois do mundial disputado no Qatar, com ou sem o título de campeão do mundo.

Se você ganhar a Copa do Mundo, terá um mercado aberto. Você pode escolher. Não vou mentir: minha ideia definitivamente não é trabalhar no Brasil. Quero passar um ano com minha família, tirar um ano sabático, estudar, não ter responsabilidade porque a responsabilidade é muito grande", afirmou o treinador.

O treinador revelou que recebeu contatos de Real Madrid, PSG e Sporting, antes da Copa do Mundo de 2018, para analisar a sua contratação. De acordo com o treinador, as conversas não foram a diante. 

"Na Copa do Mundo (pouco antes), eles (Real Madrid) disseram que queriam conversar e eu disse 'não, não vou falar, não chegue perto'. Quero estar em paz comigo e com o meu trabalho. Estou dando o meu melhor. Quando você faz algo em paralelo, isso não está sendo feito ao máximo. Eu não posso fazer isso. Recebi ofertas (antes da Copa 2018) do Real Madrid, PSG e Sporting. Mas eu não queria isso. Eu quero ganhar a Copa do Mundo. Depois da Copa do Mundo, vou decidir meu futuro", revelou Tite.

Tite também afirmou que não conversará com ninguém no momento: "Agora tenho a responsabilidade e a alegria de ser o técnico da Seleção. Não vou nem falar com ninguém".

Comentários