Futebol Brasileiro

Valentim acusa vice-presidente do Cuiabá de pressioná-lo para escalar jogadores

Em entrevista à emissora 'SporTV', Alberto Valentim, recentemente demitido do clube mato-grossense, revelou que já imaginava que seria demitido antes do jogo contra o Juventude

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

BRASILEIRO A 2021, CUIABA X JUVENTUDE(2110)

BRASILEIRO A 2021, CUIABA X JUVENTUDE | 2110

A demissão de Alberto Valentim do Cuiabá, decretada no último sábado (29), após o empate em 2 a 2 contra o Juventude, em casa, pela estreia do Campeonato Brasileiro, pegou a todos de surpresa, mas, curiosamente, não ao próprio treinador. Nesta segunda (31), em entrevista à emissora 'SporTV', ele afirmou que "já sabia" que poderia cair.

Quer assistir a todos os jogos da Champions League e à maior cobertura do Campeonato Italiano? Então, clique aqui e assine o Estádio TNT Sports!

"Na última semana, ele [Cristiano Dresch, vice-presidente do Cuiabá] foi muito incisivo em algumas colocações. Na quinta-feira, eu sabia que eu poderia ser demitido, então segui com minha forma de trabalhar, dos treinamentos e depois do jogo do empate, eu já imaginava", comentou.


Além disso, Valentim acusou o mesmo diretor de pressioná-lo a escalar e retirar da equipe titular "certos jogadores". O fato irritou o treinador.

Eu respeito muito as hierarquias, mas tudo tem um limite. Então, quando alguma coisa começa muito a ser levado para dentro do campo, querendo quase obrigar que eu colocasse certos jogadores ou tirasse outros, o relacionamento começa a ficar desgastado."

"Os jogadores só souberam dessa pressão depois e eles ficaram incrédulos com essa demissão no vestiário", completou.

Valentim foi contratado pelo Cuiabá no dia 1º de abril e ficou pouco menos de dois meses no comando, deixando o time com uma invencibilidade: foram nove jogos disputados, sendo sete vitórias e dois empates, além da conquista do Campeonato Mato-Grossense.

Comentários