Futebol Brasileiro

Vice-presidente do Cuiabá ameaça jogador do clube: 'Eu sei onde você mora, você está na minha terra'

Em áudio divulgado pelo site 'ge.com', Cristiano Dresch ainda xinga o volante Luiz Gustavo por supostos comentários depreciativos feitos pelo jogador em relação ao clube

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

Cristiano Dresch, vice-presidente do Cuiabá, em entrevista coletiva(Divulgação/Cuiabá)

Cristiano Dresch, vice-presidente do Cuiabá, em entrevista coletiva | Divulgação/Cuiabá

Após a demissão do técnico Alberto Valentim, o Cuiabá voltou a entrar em uma polêmica, poucos dias depois de sua estreia na Série A do Brasileirão. Nesta terça-feira (01), um áudio obtido pelo site 'ge.com' mostra o vice-presidente do clube, Cristiano Dresch, xingando e ameaçando o volante Luiz Gustavo, que chegou ao Dourado em 2020.

Quer assistir a todos os jogos da Champions League e à maior cobertura do Campeonato Italiano? Então, clique aqui e assine o Estádio TNT Sports!

Na conversa telefônica, que foi extraída de ação trabalhista que corre na 1ª Vara do Trabalho de Cuiabá, Dresch reclama de supostos comentários depreciativos de Luiz Gustavo em relação ao clube.

"Ô Luiz, o que aconteceu aí, a hora que o Vitor (Hugo, zagueiro) se machucou você tava falando besteira lá na fisioterapia? Falando mal do clube, que uma hora machuca o joelho, outra hora...", começou falando, enquanto era interrompido pelo jogador, surpreso pelo contato.

"Ô meu amigo, deixa eu te falar uma coisa. Eu sei onde você mora, viu? Você tá na minha terra. Seu jogadorzinho de bosta. Seu merda. Então fala mais um 'a' dentro do clube aí. Quero ver se é homem. Seu jogadorzinho de meia tigela. Seu bosta, seu quebrado. Abre essa sua boca de novo pra você ver, seu vagabundo. Tá, seu merda?", prosseguiu Dresch, antes de finalizar a chamada.


Via assessoria de imprensa, o Cuiabá confirmou a 'conversa ríspida' entre o dirigente e Luiz Gustavo, mas afirmou que "jamais teve a intenção de ameaçá-lo ou assediá-lo" e justifica sua atitude como "um ato isolado de defesa à honra da instituição". O caso será investigado.

Recentemente, após sua saída do clube, Alberto Valentim acusou o mesmo Cristiano Dresch de pressioná-lo a escalar certos jogadores. Ele deixou a equipe após nove jogos, sem nenhuma derrota e com o título mato-grossense no currículo.

Comentários