Melhor Futebol do Mundo

BARCELONA: Koeman não concede entrevista coletiva e apenas lê uma nota de três minutos

Ele afirmou que "o clube está com ele" e que "na Champions não se pode esperar milagres" 

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

Ronald Koeman apenas leu um comunicado de três minutos e saiu da coletiva(Reprodução/BarçaTV)

Ronald Koeman apenas leu um comunicado de três minutos e saiu da coletiva | Reprodução/BarçaTV

A coletiva de imprensa do técnico do Barcelona, Ronald Koeman, concedida na manhã desta quarta-feira (22), durou apenas três minutos. Sem abrir espaço para as perguntas dos veículos de imprensa, o treinador apenas leu um comunicado escrito por ele mesmo dizendo que os jogadores o apoiam e que "na Champions não se pode esperar milagres". Após a leitura, ele saiu da sala. Não houve coletiva. Confira abaixo o vídeo e a tradução do comunicado:

Tradução do comunicado:

"O clube está comigo como treinador, em uma situação de reconstrução. A situação financeira do clube está ligada às decisões desportivas e vice-versa. Isto significa que nós, como plantel, temos que reconstruir o time de futebol sem poder fazer grandes investimentos. Para isso, é preciso tempo. Os talentos jovens de hoje podem chegar a ser as novas estrelas mundiais em alguns anos. O bom de voltar a reconstruir o time é que os jovens terão oportunidades como em seu dia tiveram Xavi e Iniesta. Mas se pede paciência. Além disso, ficar no alto da tabela em La Liga, seja um êxito. O futebol europeu é uma boa escola para estes grandes talentos. Na Champions League não se pode esperar milagres. A derrota contra o Bayern de Munique na semana passada deve ser vista sob esta perspectiva. O processo em que estamos, a comissão técnica com nosso time merece ser incondicionalmente respaldado. Em palavras e em feitos. Apoiam a política técnica e o processo que estamos realizando. Eu sei que a imprensa reconhece este processo. Não é a primeira vez na história do Barcelona que isso acontece. Contamos com o apoio de vocês nesses tempos difíceis. Nós, como comissão e os jogadores, estamos muito felizes com o grande apoio dos torcedores como tivemos no jogo em casa contra o Granada. Visca el Barça. Obrigado."

A postura do técnico está relacionada ao momento de reconstrução pelo qual o Barcelona está passando. A saída de jogadores importantes, como Messi e Griezmann, transferiu a responsabilidade do time a garotos jovens no futebol e os resultados não tem agradado aos torcedores. O Barcelona que passava confiança, hoje, é duvidoso e vulnerável.

Na estreia da equipe de Koeman pela Champions, contra o Bayern, os catalães saíram derrotados por 3 a 0 dentro do Camp Nou. Em seguida, empataram com o Granada pela La Liga, também em casa. Agora, nesta quinta-feira (23), enfrentarão o Cádiz, fora de casa, com a pressão pela vitória.

Comentários