Imagem ilustrativa na TNT Sports

É agora que a história é escrita! Assista a TODOS os jogos do mata-mata da Champions League AO VIVO!

ASSINE JÁ
Melhor Futebol do Mundo

Caso Daniel Alves: Ministério Público da Espanha pede nove anos de prisão para o atleta

Acusado de agressão sexual, lateral-direito também teria que pagar indenização de 150 mil euros (R$ 799 mil na cotação atual) para a vítima

Daniel Alves vestiu a camisa de grandes clubes da Europa e do Brasil ao longo da carreira
Daniel Alves vestiu a camisa de grandes clubes da Europa e do Brasil ao longo da carreira - Hector Vivas (Getty Images)

Por Redação da TNT Sports

O Ministério Público da Espanha pediu nove anos de prisão para Daniel Alves, de 40 anos, acusado de agressão sexual contra uma mulher de 23 anos em dezembro do ano passado. Além disso, o órgão também exige o pagamento de indenização de 150 mil euros (R$ 799 mil na cotação atual) para a vítima. As informações foram publicadas nesta quinta (23), pela agência de notícias 'EFE'.

CLIQUE AQUI E ASSINE A HBO MAX PARA ASSISTIR A TODOS OS JOGOS DA CHAMPIONS LEAGUE!

A defesa do brasileiro tentará a absolvição do jogador em julgamento. Os advogados de Daniel Alves alegam que as relações entre o acusado e a vítima foram consensuais.

Na última semana, o Tribunal do Barcelona oficializou o encerramento das investigações sobre o caso. Dessa forma, o julgamento, mesmo que ainda sem data definida, se aproxima.

A acusação também pediu 10 anos de "liberdade vigiada", medida de segurança que impõe uma série de limitações e obrigações ao denunciado - neste caso, Daniel Alves. O juiz pode determinar, por exemplo, a quais locais ele não poderia ir, se o atleta teria que se apresentar periodicamente à polícia, dentre outras medidas possíveis.

Daniel Alves está preso no Centro Penitenciário Brians 2, que fica nos arredores de Barcelona, desde janeiro deste ano. O jogador teve três pedidos de liberdade negados ao longo do período na prisão, sendo a última vez em junho.

Mais Vistas