Imagem ilustrativa na TNT Sports

É agora que a história é escrita! Assista a TODOS os jogos do mata-mata da Champions League AO VIVO!

ASSINE JÁ
Melhor Futebol do Mundo

Daniel Alves é condenado a quatro anos e meio de prisão por agressão sexual na Espanha

Ex-jogador recebeu a sentença nesta quinta-feira (22); ambas as partes podem recorrer da decisão
 

Daniel Alves foi condenado a quatro anos e meio de prisão
Daniel Alves foi condenado a quatro anos e meio de prisão (Getty Images)

Por Redação da TNT Sports

O brasileiro Daniel Alves foi condenado nesta quinta-feira (22) pela Justiça Espanhola a quatro anos e meio de prisão por agressão sexual contra uma mulher em dezembro de 2022. O crime aconteceu dentro de uma boate em Barcelona. A decisão cabe recurso para ambas as partes.

Na sentença, além dos quatro anos e meio, a juíza Isabel Delgado Pérez, da 21ª Seção da Audiência de Barcelona também impôs ao ex-jogador mais um período de cinco anos de liberdade condicional, afastamento e incomunicabilidade com a vítima por nove anos, além de indenização de 150 mil euros (R$ 805 mil na cotação atual) e o pagamento dos custos do processo.

Direto da Espanha, Tati Mantovani traz os detalhes da condenação de Daniel Alves

O tribunal considera provado que 'o acusado agarrou abruptamente a denunciante, a jogou no chão e, a impedindo de se mexer, a penetrou pela vagina, apesar de a denunciante ter dito que não, que queria ir embora'. E entende que 'isso cumpre o tipo de ausência de consentimento, com uso de violência, e com acesso carnal'”, diz parte da sentença.

Todas as partes envolvidas no processo compareceram ao Tribunal de Justiça da Província de Barcelona. Além de Daniel Alves, estiveram presentes durante a leitura da sentença: Inés Guardiola, advogada do ex-jogador; Ester García, advogada da denunciante; e a promotora Elisabeth Jiménez.

O julgamento de Daniel Alves durou três dias e envolveu 28 testemunhas de ambas as partes. O jogador está preso preventivamente desde 20 de janeiro de 2023. A defesa da denunciante pedia 12 anos de prisão para o ex-lateral, enquanto a promotoria defendia a pena de nove anos, e já havia ressaltado que os acontecimentos “não são merecedores de pena mínima”.

Direto de Barcelona, Marcelo Bechler traz mais informações sobre a condenação de Daniel Alves

A defesa de Daniel Alves, por outro lado, pedia absolvição total do ex-atleta. Porém, em caso de condenação, a advogada solicitou que fossem aplicados como atenuantes: intoxicação alcoólica, reparação de dano (via pagamento de 150 mil euros/R$ 802 mil) e violação do direito fundamental do acusado.

Daniel Alves era jogador do Pumas, do México, quando o caso veio à tona. O crime teria acontecido em uma boate em Barcelona no dia 30 de dezembro de 2022. O clube mexicano anunciou a rescisão do contrato do brasileiro no mesmo dia de sua prisão, em 20 de janeiro de 2023.

Mais Vistas