Melhor Futebol do Mundo

Engajado na luta por direito à alimentação, Rashford protesta: 'Temos que fazer melhor'

Atacante do Manchester United usou suas redes sociais para divulgar e protestar contra cestas entregues pelo governo a famílias carentes; Boris Johnson, primeiro-ministro inglês, entrou em contato com o jogador

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Rashford atraiu atenção até mesmo do Primeiro-ministro inglês(2021 Getty Images, Getty Images Europe)

Rashford atraiu atenção até mesmo do Primeiro-ministro inglês | 2021 Getty Images, Getty Images Europe

O atacante inglês Marcus Rashford tem feito uma boa temporada dentro de campo com o Manchester United. Ele tem 14 gols e seis assistências em 25 partidas. Mas fora de campo, o jogador também tem sido brilhante, lutando por uma causa fundamental: o direito à alimentação em meio à pandemia.

Depois de lutar e conseguir que escolas continuassem tendo merenda para alunos em comunidades carentes, Rashford foi ao Twitter nesta segunda (11) para protestar contra cestas que o governo inglês distribuiu a algumas famílias. O jogador publicou uma foto dos alimentos entregues e afirmou que aquilo "não era bom o suficiente" para alimentar uma família por três dias.

O protesto do jogador na rede social gerou contatos tanto da empresa responsável pela confecção das cestas quanto do primeiro-ministro da Inglaterra Boris Johnson. Tanto a empresa quanto o político concordaram que os alimentos eram insuficientes e que o plano teria de ser revisado.

Você assiste a TODOS OS JOGOS da Champions League ao vivo no EI Plus!

"Concordo totalmente com você, Rashford. Esses pacotes não atendem aos requisitos exigimos e deixamos claro à empresa responsável que isso é uma desgraça. A empresa se desculpou corretamente e concordou em compensar os afetados", disse Boris Johnson.

Pouco depois do primeiro-ministro concordar com ele, Rashford voltou a se pronunciar, afirmando que todos os envolvidos na causa devem se orgulhar das conquistas em meio à pandemia, mas que ainda há muito trabalho a ser feito.

 

"Graças aos esforços de muitos indivíduos, empresas, centros de caridade, educadores e do governo, muitas das nossas crianças vulneráveis foram ajudadas durante essa pandemia e devemos nos orgulhar do que fizemos até agora."

Mas ainda há muito mais trabalho para fazermos. Esse ano nos mostrou quão perigoso é o acesso de várias crianças à comida e, francamente, muitas crianças têm caído pelas tabelas, com um risco sério de ficar para trás. É 2021, nossos olhos estão abertos. Agora é a hora de uma revisão completa do sistema de alimentação gratuita nas escolas."

Rashford tem se tornado uma voz importante na luta por garantir que todas as crianças tenham acesso à alimentação de qualidade na Inglaterra. E tudo isso sem afetar seu desempenho em campo: é o vice-artilheiro do time na temporada, com um apenas um gol a menos que o português Bruno Fernandes.

 
De pênalti, Rashford amplia para o United
Comentários