Melhor Futebol do Mundo

Ex-jogador do Newcastle, Diego Gavilán comenta sobre venda do clube

Equipe inglesa foi comprada por fundo de investimentos da Arábia Saudita por R$ 2,2 bilhões

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

Gavilán com a camisa do Newcastle(NUFC.co.uk)

Gavilán com a camisa do Newcastle | NUFC.co.uk

O Newcastle, tradicional clube inglês, foi manchete nos principais jornais esportivos de todo o mundo após ser vendido para um grupo de investidores árabes por cifras que giram em torno de 300 milhões de libras (R$ 2,2 bilhões na cotação atual), segundo rumores. A compra foi oficializada no último dia 7 de outubro. Ex-jogador do clube, o paraguaio Diego Gavilán falou sobre a venda.

“Acredito que essa venda tenha lados positivos e negativos para clube. Sobre as questões que envolvem o fora de campo eu não posso comentar muito sobre até porque ninguém sabe ao certo o que envolve, mas sei que se a equipe chegar no patamar financeiro de clubes como o City, Chelsea e PSG com certeza o torcedor tem muitos motivos para comemorar. É uma torcida apaixonada e um clube extremamente tradicional na Inglaterra. Eles possuem um estádio gigante que proporciona para os jogadores uma sensação única."

Você assiste a TODOS os jogos da Champions AO VIVO no HBO MAX! Clique aqui e assine!

Eu sigo na torcida pelo Newcastle pelo tempo em que passei no clube, e espero que eles possam se reforçar bem nas próximas temporadas para que atinjam os níveis mais altos do futebol europeu. Acredito que são sempre bem-vindos no esporte clubes que alcancem um nível técnico elevado. No caso da Premier League, também considero muito atrativo, pois aumentará o nível de uma liga que já é bem alto”, comentou o treinador.

Atualmente treinador da equipe Sub-23 do Cerro Porteño, clube que o revelou como jogador, Diego foi o primeiro paraguaio a atuar na Premier League, no formato que conhecemos atualmente. Na Inglaterra, Gavilán ficou no clube por três temporadas. O atleta também teve passagens no futebol brasileiro, em clubes como Grêmio, Internacional e Flamengo. 

Desde que se aposentou, em 2013, Diego soma passagens por diversos clubes paraguaios como treinador, inclusive com uma campanha histórica a frente do Deportivo Capiatá em 2017, quando comandou a equipe em sua primeira participação na Copa Libertadores da América.

O técnico, que tem como inspiração os treinadores Muricy Ramalho e Mano Menezes, já revelou diversas vezes seu desejo em retornar ao Brasil para comandar um clube. Em dezembro, o comandante deve encerrar o curso para a obtenção da Licença A da CBF.

Comentários