Melhor Futebol do Mundo

Paulo Otávio, do Wolfsburg, sonha com estreia na Champions: 'Cabeça está a milhão'

Lateral esquerdo brasileiro fará sua primeira participação na maior competição de clubes do mundo

Por Gabriel Menezes

Paulo Otávio fez boa temporada com o Wolfsburg e foi pilar do time na classificação à Champions League(Getty Images)

Paulo Otávio fez boa temporada com o Wolfsburg e foi pilar do time na classificação à Champions League | Getty Images

Para muitos jogadores, a Champions League representa um sonho. E para o lateral esquerdo Paulo Otávio, que atua pelo Wolfsburg, da Alemanha, não é diferente. O brasileiro está muito próximo de realizar esse sonho pela primeira vez na sua vida e revelou, em entrevista exclusiva à TNT Sports Brasil, que está muito ansioso pelo momento.

A fase de grupos da competição de clubes mais importante do mundo começa nesta terça-feira (14), mas Paulo não poderá atuar por ainda estar se recuperando de uma lesão no tornozelo. E isso dificulta ainda mais o controle da ansiedade, segundo o jogador.

Você assiste a TODOS os jogos da Champions AO VIVO no HBO MAX! Clique aqui e assine!

"A cabeça está a milhão, porque eu quero muito jogar. E acompanhar de fora é mais doloroso do que você estar ali dentro e talvez sofrer um gol ou fazer alguma coisa errada. Mas acompanhar de longe, sabendo que você não tem muita contribuição, é a pior parte. O competidor quer fazer parte desses momentos. Ele quer fazer parte dos momentos importantes."

É minha primeira Champions League, não joguei nem playoffs. E todos dizem que a Champions é uma coisa diferente, um momento diferente na carreira de um jogador. Então estou muito ansioso mesmo para poder escutar a música."

Restando duas semanas, nas suas contas, para poder voltar aos gramados, Paulo Otávio também afirmou que o objetivo do Wolfsburg é passar de fase. A equipe caiu no Grupo G da competição e enfrentará Lille, RB Salzburg e Sevilla.

"O objetivo de todo mundo é passar de fase. É nossa maior chance, como você disse. As coisas estão todas equilibradas ali. Então, no meu ponto de vista, acho que nós temos grandes grandes chances de passar, ainda mais nessa ideia nova de jogo com o [Mark] Van Bommel. A experiência que ele tem, como jogador de Copa do Mundo, jogador campeão de Champions League, dá todo o respaldo, toda a tranquilidade para nós atletas jogarmos. O time está bem preparado."

Em outro momento, analisando a sua carreira, Paulo Otávio elegeu Marc Schnatterer, hoje no Waldhof Mannheim, da terceira divisão alemã, e Jadon Sancho, agora no Manchester United, como os jogadores que mais lhe deram trabalho dentro de campo.

"Teve um cara na segunda divisão que eu odiei jogar contra ele [Schnatterer]. O meu ponto forte é a velocidade, então o que eu espero de um ponta é que ele pegue a bola e tente correr comigo. Aí, eu vou correr com o cara e vou me garantir na velocidade. Só que, nesse dia, acho que ele sabia disso e não correu nenhuma. Toda bola, ele vinha na técnica e trazia pra dentro. Eu passei muito mal, acho que se tivesse um buraco ali no campo acho que ia me enterrar aquele dia."

Outro difícil, claro, não tem como não dizer, pela técnica também, foi o Sancho, do Dortmund. Foi muito difícil. Tem até o gol que ele fez contra nós, na última bola. Eu fui na velocidade e ele, com dois toques geniais, que até hoje eu não entendo como ele fez aquilo, passou e eu fiquei catando cavaco."

O lance que Paulo Otávio cita (Foto: Getty Images)

Pensando no futuro, o jogador de 26 anos também projetou estender sua carreira na Alemanha, mas destacou que gostaria de jogar na Premier League ou em LaLiga, por conta da proximidade do espanhol com a língua portuguesa.

Confira o restante da entrevista com Paulo Otávio CLICANDO AQUI!

 
Sancho marca um golaço e amplia para o clube alemão
Comentários