Melhor Futebol do Mundo

Pochettino fala sobre obsessão do PSG pela Champions: 'É um fracasso de 50 anos'

O treinador afirmou que o problema não foi somente em sua passagem pelo clube

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

Pochettino deixou o PSG no fim da última temporada(David Ramos/Getty Images)

Pochettino deixou o PSG no fim da última temporada | David Ramos/Getty Images

Deixando o comando do Paris Saint-Germain no fim da última temporada, Maurício Pochettino relembrou sua passagem como técnico da equipe francesa e, em especial, a falta da tão sonhada conquista da Champions League. Segundo ele, não vencer a competição é um fantasma que assombra o Parque dos Príncipes.

Você assiste a TODOS os jogos da Champions AO VIVO no HBO MAX! Clique aqui e assine!

Em entrevista ao site 'Infobae', o treinador admitiu certo 'fracasso' no maior campeonato de futebol do mundo, mas fez questão de ressaltar que é algo que acontece desde a fundação do clube e não somente um problema de sua responsabilidade.

"Acho que (a passagem) foi muito positivo. As experiências devem sempre ser capitalizadas e aprender com elas. Ganhamos a Copa da França, a Supercopa e a Liga em um ano e meio, mas é claro que o projeto do PSG é ganhar a Champions League e tudo o que não é ganhar a Champions League sempre pode ser considerado um fracasso".

De qualquer forma, é um fracasso de 50 anos, não só da última temporada, porque o PSG, principalmente nos últimos 10, 11 anos, com a chegada dos novos donos, tem o objetivo de ganhar a Champions. Acho que vai conseguir porque os recursos estão lá, mas, às vezes, no futebol, não é o que se pensa que pode ser, mas sim há fatores que não podem ser controlados", disse Pochettino.

Para o argentino, o alto desejo em conquistar esse título, tanto pelos torcedores quanto internamente, afeta o clima e o desempenho entre os jogadores. "Temos que entender que o projeto do PSG, à medida que avança, a paciência é cada vez menor, a demanda é maior, mas as circunstâncias são as que são. Dominar o Campeonato Francês ou as competições nacionais significa que o torcedor não dá a importância que merece".

"Este ano conquistamos o 10º título, igualamos com o Saint Étienne, as duas equipes que mais conquistaram títulos no Campeonato Francês. Não estamos falando de 50. Estamos falando de apenas 10 títulos. Também não há tanta emoção em ganhar. Tudo está focado na Champions e, às vezes, isso distrai um pouco e essa exigência parece existir apenas na prévia da Champions League. Nas outras competições, parece que a superioridade que o PSG mostrou que tem nos últimos 10 anos é como se não fosse necessário exigir muito. Nem externamente e, às vezes, nem internamente é fácil conseguir essa motivação", explicou o treinador.

Eu acho que é muito subestimado (ganhar o Francês), não é valorizado, mas claro, quando você ganha é uma obrigação e se você não ganha, parece que foi um desastre total", finalizou Pochettino.

No comando do PSG por um ano e meio, o argentino conquistou três títulos: uma Ligue 1, uma Taça da França e uma Supertaça da França.

 
Último Lance: TNT Sports elege Manchester City como favorito a título da Champions League
Comentários