Melhor Futebol do Mundo

Voltaram atrás: grupo da Arábia Saudita não comprará o Newcastle

O Grupo de Investimentos afirmou em nota ter voltado atrás por conta da incerteza deste momento pandêmico causada pelo novo coronavírus

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

A Família Real da Arábia Saudita não seguirá com a negociação de compra pelo Newscastle(Getty Images)

A Família Real da Arábia Saudita não seguirá com a negociação de compra pelo Newscastle | Getty Images

A venda do Newscatle para a Família Real da Arábia Saudita - que era um grande sonho do príncipe de consumo de Mohamed Bin Salman - não acontecerá. Por conta dos tempos incertos que o mundo vive com a pandemia do novo coronavírus, eles voltaram atrás com a negociação de compra. 

Em nota divulgada pela "Sky Sports", o grupo de investimento diz lamentar a decisão, mas vê como necessária devido ao possível prejuízo financeiro que poderia ter devido à pandemia. A negociação pelo clube inglês era especulada em 300 milhões de libras.

Veja a nota na íntegra:

"Com uma profunda apreciação pela comunidade de Newcastle e o significado de seu clube de futebol, tomamos a decisão de retirar nosso interesse em adquirir o Newcastle United Football Club.

Fazemos isso com pesar, pois estávamos entusiasmados e totalmente comprometidos em investir na grande cidade de Newcastle e acreditamos que poderíamos ter devolvido o clube à posição de sua história, tradição e mérito dos fãs.

Infelizmente, o processo prolongado nas circunstâncias atuais, associado à incerteza global, tornou o investimento potencial não mais comercialmente viável.

Para isso, sentimos a responsabilidade dos fãs de explicar a falta de alternativas do ponto de vista do investimento.

Como investidor autônomo e puramente comercial, nosso foco estava em criar valor a longo prazo para o clube, seus fãs e a comunidade, pois continuamos comprometidos com a colaboração, praticidade e proatividade durante um período difícil de incerteza global e desafios significativos para os fãs e o clube.

Por fim, durante o processo imprevisivelmente prolongado, o contrato comercial entre o Grupo de Investimento e os proprietários do clube expirou e nossa tese de investimento não pôde ser sustentada, particularmente sem clareza sobre as circunstâncias em que a próxima temporada começará e as novas normas que surgirão para jogos, treinamento e outras atividades.

Como geralmente ocorre com investimentos propostos em períodos incertos, o próprio tempo se tornou um inimigo da transação, particularmente durante esta fase difícil marcada pelos muitos desafios reais que todos nós enfrentamos na Covid-19.

Sentimos grande compaixão pelos torcedores do Newcastle United, com os quais compartilhamos um grande compromisso de ajudar o clube a aproveitar seu tremendo potencial e desenvolver seu impressionante e histórico legado, trabalhando em estreita colaboração com a comunidade local.


Gostaríamos de dizer que realmente apreciamos suas incríveis expressões de apoio e sua paciência durante todo esse processo. Lamentamos que não seja assim.

Desejamos à equipe e a todos os associados muita sorte e sucesso."

 
Dani Alves revela tristeza por não ter se reunido com Guardiola no City
Comentários