Olimpíadas

Desaparecido, atleta de Uganda deixa bilhete no hotel pedindo para permanecer no Japão

Julius Ssekitoleko, do levantamento de peso, não se apresentou para o teste de Covid-19, seguiu de trem-bala para outra cidade e revelou as condições difíceis em seu país natal

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

Julius Ssekitoleko viajou de trem-bala até a cidade de Nagoia(Valery Sharifulin/TASS)

Julius Ssekitoleko viajou de trem-bala até a cidade de Nagoia | Valery Sharifulin/TASS

A exatamente uma semana da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, o clima de festa foi substituído por preocupação. Nesta sexta-feira (16), a polícia japonesa foi notificada por autoridades da cidade de Izumisano que um atleta estava desaparecido. Trata-se de Julius Ssekitoleko, de Uganda.

Quer assistir a jogos exclusivos do Brasileirão 2021 por apenas R$13,90/mês? Então, clique aqui e assine o Estádio TNT Sports!

De acordo com as informações, o levantador de pesos foi um dos primeiros da delegação de seu país a desembarcar no Japão. Contudo, estava na lista de espera do evento e não competiria em um primeiro momento. O sumiço só começou a ser investigado quando o halterofilista não enviou a amostra do teste de Covid-19.

Por conta disso, Julius teria de retornar para casa. Antes do desaparecimento, deixou um recado no hotel afirmando que a vida em Uganda é difícil e comprou uma passagem de trem-bala para viajar à Nagoia, cerca de 200km de distância em relação ao restante da delegação.

As autoridades divulgaram que Ssekitoleko foi visto pela última vez por volta das 0h30 de hoje, horário local, por um companheiro de equipe. Ainda não é possível afirmar se o retorno forçado motivou o paradeiro do jovem.

Comentários