Outros Esportes

Denúncias de assédio chocam o cenário brasileiro de eSports

Mais de 10 casos foram publicados nas redes sociais

Avatar del

Por Redação Esporte Interativo

Mulheres se uniram para expor casos de assédio nos eSports(2018 Getty Images)

Mulheres se uniram para expor casos de assédio nos eSports | 2018 Getty Images

Nesta terça-feira (06), o cenário competitivo brasileiro de jogos eletrônicos protagonizou diversas denúncias de assédio e abuso, feitas contra jogadores, técnicos, streamers e apresentadores. 

Os casos envolvem profissionais de League of Legends, Counter Strike: Global Offensive e Rainbow Six: Siege. 

Entre os principais nomes, estão Gabriel "Mit" Souza, ex-técnico de LoL e ex-apresentador da Riot Games, Thiago "Tinowns" Sartori, jogador de League pela Pain Gaming, Lincoln "fnx" Lau, do CS:GO, e o produtor de conteúdo Rafael "Cellbit" Lange.

Abaixo, você encontra a lista completa dos casos denunciados. 

  • Gabriel "Mit" Souza - Ex-técnico e ex-caster de League of Legends
  • Thiago "Tinowns" Sartori - Jogador de League of Legends
  • Lincoln "fnx" Lau - Jogador de CS:GO
  • Rafael "Cellbit" Lange - Criador de conteúdo gamer
  • Bruno "Goku" Miyaguchi - Jogador de League of Legends
  • Filipe "Pancc" Martins - Jogador de CS:GO
  • Gustavo Dócil - Caster da Riot Games Brasil
  • Guilherme "Kake" Braga - Ex-técnico de League of Legends do Flamengo
  • Willyan "Wos" Bonpam - Jogador de League of Legends
  • Benjamin 'Hyoga" de Barbi - Jogador de League of Legends
  • Hamilton "Shu" Neto - Ex-analista de League of Legends
  • Tiago "Tistocco" Stocco - Produtor de conteúdo
  • Leonardo "Erasus" Faria - Jogador de League of Legends
  • Alanderson "4lan" Meireles - Ex-jogador de League of Legends
  • Marcos “Dryx” Vinícios - Técnico de Rainbow Six

Os casos foram expostos pelo Twitter, onde as meninas envolvidas publicaram seus relatos, como os posts abaixo.

Mit:

As denúncias contra o ex-técnico Mit foram as primeiras a acontecerem na terça-feira (6). Após a repercussão, a Riot Games Brasil rompeu o contrato de analista com ele. Em nota divulgada pelo próprio, Mit culpa a falta de maturidade na época dos acontecidos. "Estou devastado e envergonhado por não ter percebido que machuquei alguém tão profundamente, não compactuo com abuso qualquer que seja", acrescenta.

 

Fnx:

Renata Schözen expôs que o jogador Fnx divulgou um vídeo íntimo dela para os amigos na internet, sem o consentimento dela. O proplayer não divulgou nenhuma nota oficial.

Cellbit:

O caso do produtor de conteúdo não é recente, mas voltou a ser discutido após a reação da comunidade. Até o momento desta matéria, Cellbit não se pronunciou sobre o assunto. 

Comentários