Futebol Brasileiro

Robinho é condenado a nove anos de prisão na última instância da Justiça italiana por estupro

Jogador foi julgado, nesta quarta-feira (19), na Corte de Cassação de Roma, que rejeitou seu recurso

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

Robinho foi condenado em última instância pela Justiça italiana(Getty Images)

Robinho foi condenado em última instância pela Justiça italiana | Getty Images

Nesta quarta-feira (19), o atacante Robinho foi condenado a nove anos de prisão depois de ser indiciado por violência sexual. A Corte de Cassação de Roma, última instância da Justiça italiana, rejeitou o recurso do jogador e de Ricardo Falco, amigo que também estava envolvido no crime.

Dessa forma, Robinho não tem mais possibilidade de evitar a pena e a sentença é definitiva. Apesar disso, a tendência é que o brasileiro não cumpra a pena, já que uma extradição para a Itália não seria possível, já que a Constituição brasileira não permite que isso aconteça. Se a Justiça brasileira acatar um pedido de transferência de execução de pena, o ex-jogador do Santos poderia ser preso numa penitenciária nacional.

Você assiste a TODOS os jogos da Champions AO VIVO no HBO MAX! Clique aqui e assine!

O caso que levou Robinho a ser condenado por estupro aconteceu em 2013, quando ele ainda atuava pelo Milan. Numa boate em Milão, uma jovem albanesa teria sido vítima de violência sexual cometida por um grupo de homens, que incluía o jogador e outros amigos dele, como Falco, já condenado, e outros quatro brasileiros, que não tiveram sentença definida. 

Robinho negou qualquer acusação de que teria abusado sexualmente da vítima. Em 2020, no entanto, gravações feitas pela polícia italiana vieram à tona e causaram revolta até mesmo na Justiça italiana, que considerou que o jogador demonstrou "desprezo pela vítima".

Contratado pelo Santos no fim de 2020, Robinho acabou tendo seu contrato rescindido e, desde então, não voltou a atuar.

  • Robinho
Comentários